Nossos Negócios

A Copacol (Cooperativa Agroindustrial Consolata) foi fundada em 23 de outubro de 1963 pelo Padre Luís Luise e mais 32 agricultores migrantes dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Na época, a Cooperativa surgiu com o objetivo de distribuir energia elétrica aos seus cooperados, mas seis anos depois, em 1969, foi desmembrada deste setor para atender especificadamente a agricultura, que se destacava na produção de feijão, arroz, milho e café.

Atividades

Agricultura

Em uma área de 190 mil hectares localizados nas região Oeste do Paraná, as principais culturas são a soja, o milho e o trigo. Para atender toda a demanda da produção dos seus cooperados, a Copacol conta com 19 unidades de recebimento e armazenagem de grãos, que possibilita um recebimento de mais de 1,2 milhões de toneladas de grãos por ano.

Avicultura

Preocupada em oferecer novas oportunidades de crescimento e alternativa de renda aos produtores, em 1982, a Copacol foi pioneira e implantou o sistema integrado de avicultura, que no início, abatia 25 mil aves por mês, muito menos do que é abatido hoje pela Cooperativa em apenas um dia.

Atualmente, a capacidade de abate da Copacol é de 320 mil aves ao dia, que somada ao abate diário de 330 mil aves da Cooperativa Central Unitá (fundada em parceria com a Cooperativa Coagru, em Ubiratã, Paraná) chega ao número de 650 mil aves abatidas ao dia.

Suinocultura e Bovinocultura de Leite

Ainda na década de 1980, a Copacol se tornou sócia da Cooperativa Central Frimesa, possibilitando aos cooperados alternativas rentáveis de produção e diversificação de suas propriedades. A partir daí, deu início aos sistemas integrados de suinocultura e de bovinocultura de leite.

Ambas as atividades ganharam força quando a Copacol investiu em unidades de produção, como as UPLs (Unidades de Produção de Leitões) e UPBNs (Unidade de Produção de Bezerras e Novilhas). Com isso, os produtores integrados passaram a receber animais com alto potencial genético, garantindo qualidade na produção.

Piscicultura

Pioneira também na piscicultura, a Copacol investiu no ano de 2008 em um dos maiores complexos industriais de peixes do país e com o maior volume de abate de tilápia da América do Sul. Com as duas linhas de abate a todo vapor, a indústria processa 140 mil tilápias por dia.

Em todos esses anos, a Cooperativa se tornou uma referência neste segmento e se consolidou como uma das mais importantes alternativas de renda e diversificação da propriedade rural.

Qualidade

Prezando pela segurança dos alimentos que comercializa, respeitando as culturas e valorizando a qualidade de vida das pessoas, a Copacol comercializa há 38 anos seus produtos no mercado interno e externo, atuando em cinco continentes.

Para tanto, a Cooperativa conta com importantes certificações de qualidade e segurança de alimentos, como a ISO 9001, BRC - Norma Global para Segurança de Alimentícios, e APPCC/HACCP - Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle, na Unidade Industrial de Aves de Cafelândia; a BAP – Boas Práticas de Aquicultura, na Unidade Industrial de Peixes de Nova Aurora; a GMP+ (Norma de Segurança de Alimentos, voltada à alimentação animal) na Unidade Industrial de Soja (UIS); reconhecimento na norma ISO/IEC 17025 para análises microbiológicas e físico-químicas no Laboratório Central.

Todas estas normas certificam a Copacol não apenas como uma indústria apta a produzir alimentos, mas como uma empresa especializada e segura para atender demandas do mundo inteiro, incluindo os mercados mais exigentes como o da Europa e da Ásia.

Faturamento

O crescimento da Copacol é constante e, prova disso, é o crescimento de 14% no ano de 2019, cujo faturamento foi de R$ 4,4 bilhões. Através dos ótimos resultados de seus negócios e com base no 3º Princípio Cooperativista (Participação Econômica), foi possível compartilhar junto ao quadro social R$ 95,3 milhões em sobras e complementações, proporcionando distribuição de renda e crescimento regional.

Quadro Social

Comitês Educativos

Composto por cooperados líderes em suas comunidades, são órgãos consultivos da administração sem poder deliberativo e também desenvolvem o papel de facilitador da comunicação da administração com o quadro social.
COMITÊS EDUCATIVOS

Grupos Femininos

O objetivo dos Grupos Femininos é integrar a mulher nas atividades da Cooperativa, da propriedade, da família e da comunidade. Para isso, a Copacol realiza programas de formação de lideranças, cursos técnicos, palestras orientativas e motivacionais, atividades de integração e projetos de valorização do papel feminino, como foco no desenvolvimento pessoal, no empreendedorismo e no cooperativismo.

Desde 2001, centenas de mulheres já passaram pelo programa. Hoje, são 850 mulheres cooperadas, filhas e esposas de cooperados que participam ativamente em seus respectivos grupos, que somam 21.

Grupos Femininos

Grupo de Jovens

A Copacol entende que os jovens têm importância fundamental dentro da Cooperativa, pois representam a continuidade dos processos produtivos das atividades da família cooperada. Para tanto, os mais de 180 participantes do Grupo de Jovens da Copacol têm a oportunidade de agregar conhecimento através de cursos de formação e programas de desenvolvimento com foco na gestão, na sucessão e no cooperativismo.
Grupo de Jovens

Cooperjunior

Semear e colher bons frutos sempre foi uma das prioridades da Copacol. Neste sentido, os filhos e netos de cooperados com idade entre 8 e 13 anos participam do Programa Cooperjunior, que visa difundir a cultura cooperativista entre as novas gerações, além de buscar o fortalecimento dos vínculos familiares e promover a cidadania.

Em 2019, o programa formou uma nova turma com 85 crianças nascidas entre 2009 e 2011. Através de encontros de integração, os participantes realizaram oficinas e atividades em equipe com foco na cooperação, responsabilidade, superação.

Coperjunior
SAC: 0800 451313
De segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h30