12/07/2017 Unitá apresenta projeto de ampliação para prefeitos

Com investimentos de R$ 300 milhões, a diretoria da Unitá apresentou durante uma reunião realizada nesta quarta-feira dia 12, em Ubiratã, os números da Cooperativa e o projeto de ampliação do abate de aves para os prefeitos e autoridades da região.

Entre as informações repassadas estavam o início da parceria entre a Copacol e a Coagru na integração de aves em 2002, a compra que a Copacol fez da participação da Big Frango em 2011, a inauguração do Abatedouro de Aves da Unitá em 2013 e todo o projeto de ampliação que começou no ano passado.

Atualmente a Unitá Abate 180 mil aves por dia e gera mais de 2 mil empregos diretos e com os investimentos que estão em andamento, serão gerados mais 2 mil novos postos de trabalho até 2020, para atender a meta de abater 380 mil aves por dia.

Além de Ubiratã que representa 41% de todo o quadro de colaboradores da Unitá, a Central também conta com a participação de trabalhadores das cidades de Campina da Lagoa, Nova Cantu, Juranda, Altamira do Paraná, Rancho Alegre, Mamborê, Roncador, Janiópolis, Laranjal e Boa Esperança.

Segundo o prefeito de Ubiratã Haroldo Fernandes Duarte (Baco), os investimentos realizados pela Unitá representam uma expansão do desenvolvimento econômico e social de toda a região, devido a geração de empregos e renda para milhares de pessoas. “A Unitá foi um divisor de águas para nós, após os investimentos aumentaram os impostos, o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e já somos o município com o maior valor bruto de produção da Comcam (Comunidade dos Municípios da região de Campo Mourão)”, destaca o prefeito Baco.

Para o presidente da Copacol e da Unitá Valter Pitol, que fez a apresentação, estes números que já são representativos vão aumentar ainda mais com os investimentos que estão em andamento. “Apenas com os salários que pagamos para os nossos colaboradores e as receitas geradas pelos aviários dos associados, são distribuídos na região R$ 76 milhões por ano, sem contar com toda a prestação de serviços realizadas por terceiros”, ressalta o presidente Pitol.

As obras de ampliação do Abatedouro estão a todo o vapor e a previsão do início do abate da segunda linha é para o final de 2018.