21/08/2017 Equipes da despesca e alojamento de juvenis comemoram resultados

Com forma de valorizar e reconhecer o trabalho que é desenvolvido no dia a dia a campo pelos 82 colaboradores que atuam nos setores de despesca e alojamento de juvenis da Piscicultura, a Copacol por meio da Superintendência de Produção Animal, Gerencia e Supervisão da Despesca, promoveu neste sábado dia 19 de agosto, na Aercol de Nova Aurora, um evento para comemorar os excelentes resultados na atividade.

As apresentações começaram pelo supervisor de despesca Danilo Ribeiro, que apresentou os indicadores das atividades, as quais são desenvolvidas por esses colaboradores e a evolução desses processos nos últimos anos.

O superintendente de Integrações, Irineu Dantes Peron, apresentou o Mapa Estratégico de 2017, com as metas da Copacol para os próximos 5 anos. “Essa confraternização é mais que merecida. São pessoas que deixam suas famílias em casa para fazer com que o peixe da Copacol chega à mesa de muitas famílias do Brasil. Parabéns a estes colaboradores por esta coragem e determinação”, enaltece Irineu.

E para descontrair, o mágico Arcanjo fez uma apresentação a qual deixou todos atentos e encantados com os truques realizados, inclusive alguns números tiveram a participação de colaboradores convidados, o que deixou a apresentação ainda mais descontraída.

De acordo com o supervisor de despesca Danilo Ribeiro, além de comemorar os resultados, o encontro com os colaboradores também foi uma forma de agradecê-los pelos serviços realizados no período de inverno.

“Estes profissionais atuam em locais e horários onde a temperatura em dias normais já é baixa, imagina nas madrugadas com dias de intenso frio, por mais que utilizem equipamentos de última geração, é um desafio para poucos, mas eles são os responsáveis por entregar de segunda à sábado 110 mil tilápias todos os dias para abate, seja com sol, chuva, dia, noite frio ou calor. Eles são muito importantes para toda a cadeia da nossa piscicultura”, reconhece Danilo.

Mesmo diante das dificuldades e dos desafios que a função oferece no dia a dia, o colaborador Wesley Henrique Bonfim de Araújo, da equipe cinco, que há 2,5 anos atua na Despesca, diz que gosta do que faz. “É um trabalho difícil, mas alguém tem que fazer e já me habituei, porque os equipamentos de proteção que a Copacol nos oferece facilitam o nosso trabalho”, relata o colaborador.