Portal do Agronegócio

Agricultura

Atuando em uma região de alto potencial agrícola, a Copacol em parceria com os cooperados produz soja, milho e trigo em uma área de 250 mil hectares nas regiões Oeste e Sudoeste do Paraná.

A Cooperativa possui 21 Unidades de Grãos, Insumos e Sementes, onde a armazenagem supera 1,2 milhão de toneladas por ano.

De maneira contínua, investimentos são realizados em moegas, secadores e silos, agilizando o recebimento e garantindo a armazenagem e comercialização da produção dos cooperados.

Para processar toda a matéria-prima recebida, a Copacol possui uma UIS (Unidade Industrial de Soja), que esmaga atualmente 32 mil sacas de soja ao dia. O farelo e o óleo produzidos atendem toda a demanda das fábricas de rações da Cooperativa destinadas às atividades de produção animal, como a avicultura, a suinocultura, a piscicultura e a bovinocultura de leite.

Unidades de Recebimento de Grãos

OESTE
CAFELÂNDIA
NOVA AURORA
FORMOSA DO OESTE
JESUÍTAS
UNIVERSO (Nova Aurora)
PALMITÓPOLIS (Nova Aurora)
CENTRAL SANTA CRUZ (Cafelândia)
IRACEMA DO OESTE
CARAJÁ I (Jesuítas)
JOTAESSE (Tupãssi)
GOIOERÊ
PALMITOLÂNDIA (Tupãssi)
CARAJÁ II (Jesuítas)
MELISSA (Cascavel)
CASCAVEL – Sementes
BOM PRINCÍPIO (Toledo)

SUDOESTE
CAPANEMA
CONCIOLÂNDIA (Pérola do Oeste)
PÉROLA DO OESTE
PRANCHITA
PLANALTO

CPA Copacol

Oferecer tecnologia e desenvolvimento aos seus cooperados é uma das premissas da Copacol. Por isso, para atender a demanda, a Copacol conta com um amplo e moderno CPA (Centro de Pesquisa Agrícola).

Localizado em Cafelândia, o CPA conta com uma área de 84 hectares onde são conduzidas mais de 10 mil parcelas experimentais por ano a nível de campo, além de serem realizados mais 6 mil análises de controle de qualidade de semente e de fertilizantes por ano, incluindo testes de germinação, vigor, tetrazólio e sanidade das sementes, testes de resistência de pragas e doenças, e aferição dos níveis de nutrientes dos fertilizantes comercializados.

Credenciado pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), o CPA conta com estrutura moderna e uma equipe de mestres em agronomia que contribuem com a geração de informações para o aumento da eficiência no campo. Estes credenciamentos permitem estudos de novas moléculas ainda não liberadas, o que garante maior segurança na recomendação desses produtos quando liberados para a comercialização.

Além disso, o CPA participa de redes de pesquisa oficiais em parcerias público/privadas, como, por exemplo, as redes de avaliação de fungicidas para soja, o milho e de inseticidas para o percevejo marrom. Todos estes trabalhos evidenciam o CPA como um polo de produção cientifica e tecnológica na região Oeste do Paraná.

O foco de todas as pesquisas realizadas é o aumento da produtividade e a redução de custos da produção agrícola, garantindo rentabilidade para os agricultores, bem como a sustentabilidade do sistema produtivo. Além disso, estas pesquisas têm por objetivo manter a equipe agronômica da Copacol atualizada sobre as novas tecnologias disponíveis na agricultura.

106 projetos pesquisados em 2021
9.275 análises em sementes
1027 análises em fertilizantes
184 análises doenças radiculares da soja testando 23 novas cultivares
1.600 análises da resistência de percevejos testando 15 produtos

Produtividade Excelência 460

Focada em seu novo Propósito Estratégico RG Copacol, para acompanhar os avanços tecnológicos e alcançar novos patamares de produção de grãos, a Cooperativa lançou em 2019, o projeto “Produtividade Excelência 460”.

Este novo desafio tem o objetivo de elevar a produção dos cooperados para 180 sacas de soja por alqueire e 280 sacas de milho por alqueire, primando sempre pela qualidade em todos os processos da Cooperativa e dos serviços da oferecidos aos produtores.