13/07/2018 Copacol ganha destaque entre as principais empresas do Agro no País

Considerada uma das mais conceituadas revistas de negócios e economia do País, a Revista Forbes publicou pela primeira vez em sua 58ª edição as 50 melhores empresas do setor do agronegócio e os números que fizeram destes empreendimentos empresariais a força por trás da recuperação da economia brasileira. Entre elas, teve destaque a Copacol, que durante o último ano contribuiu junto as demais Cooperativas do setor agropecuário para o aumento do PIB brasileiro em aproximadamente R$375 bilhões, índice este que representa 23,5% a mais em relação ao ano anterior.

Projeções indicam que, até o ano 2050, o agronegócio brasileiro deve crescer de três a quatro vezes mais que os concorrentes globais, consolidando de vez nossa condição de celeiro no mundo. “O Brasil já é o celeiro do mundo”, diz Blairo Maggi, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. “Nós temos hoje, uma agricultura de ponta. Somos os maiores produtores de grãos e estamos entre os maiores produtores de proteína animal do mundo. Temos totais condições de atender a qualquer mercado sem o risco de desabastecimento interno”, afirma o ministro.

Prova desta segurança de crescimento oferecida aos cooperados estão nos investimentos feitos pela Copacol nos últimos anos, que veem se refletindo em resultados positivos tais como o recorde de mais de 1,2 milhão de toneladas de grãos com maior destaque para o milho e a soja.

“Para garantir a qualidade dos nossos produtos realizamos investimentos importantes como em pesquisas promovidas através do nosso CPA (Centro de Pesquisa Agrícola), o aumento na capacidade de armazenagem para quase 1 milhão de toneladas de grãos com a construção de dois novos galpões nos quais investimos aproximadamente R$24 milhões. Além disso ainda tivemos a inauguração do Laboratório Industrial, a Fábrica de Premix, a nova Fábrica de Rações para Matrizes, além da reestruturação das Fábricas de Rações em Cafelândia as obras de ampliação da Unidade Industrial de Aves em Ubiratã, a Unitá que será concluída no fim deste ano”, afirmou o diretor presidente, Valter Pitol.

Na área de piscicultura, o marco foi a conclusão das obras de ampliação da Unidade Industrial de Peixes de Nova Aurora para 140 mil peixes por dia. Esse projeto transformou a Copacol na maior produtora de Tilápias da América do Sul. Ao todo, foram abatidos 31,7 milhões de peixes no ano passado. Números estes que garantem diversificação ao produtor no campo e renda para centenas de famílias de toda região com a geração de emprego nas atividades industriais.

“Sempre pautados com foco na qualidade dos nossos produtos e processos, passamos por essas adversidades e ainda conseguimos aumentar os nossos indicadores”, comemorou o presidente. A Copacol conseguiu aumentar durante o último ano a exportação de frango em 3%, para 171,4 mil de toneladas e a produção recorde de quase 215 milhões de ovos férteis, junto a estes registros vale destacar o crescimento de 6,31% no faturamento para R$3,5 bilhões em 2017, o que garantiu aos cooperados a distribuição de R$58,5 milhões em sobras.